PortugueseEnglishSpanish

Overdose de emoções na Virtual América Racing

Circuito de Portland, este foi o palco escolhido para a etapa de estreia de mais uma temporada da GT3 VAR Series. Falar que a prova foi movimentada é eufemismo. Frenética!

Esse é o termo mais adequado para descrever tudo que ocorreu com os quarenta e dois pilotos que se fizeram presentes e lotaram o grid desta corrida. Competidores do Brasil, Colômbia e Peru, estavam lado a lado para confrontar suas habilidades.

Classificação

Já na sessão de classificação, o equilíbrio técnico era evidente. Com pouca diferença entre os tempos anotados, nada estava definido. Até que Luis Felipe Capamadjian, faz a volta voadora do treino. Garantindo a pole position com a marca de 1:08.011 na sua última tentativa.

Corrida

Posições definidas, máquinas ajustadas, largada dada para a primeira batalha na luta pelo título da terceira temporada na Virtual América Racing. Num primeiro giro de manual, o peruano com sua  BMW #00 salta muito bem e segura a liderança. Logo atrás, Alessandro Silva freia lá dentro, e numa belíssima ultrapassagem assume a segunda posição. Os pilotos completam os 3166 metros iniciais de forma limpa e segura.

E não demora muito para que a moderação e paciência cedam espaço para o arrojo e a combatividade. Já na volta cinco, Gerald Stammer sofre um toque no eixo traseiro e acaba rodado num ponto complicado e de alta velocidade. Resultando numa sequência de toques que culminou no capotamento do carro guiado por Neilson Sheik. As disputas se sucedem por todos os setores da pista. Era, porta com porta, cotoveladas e safanões, os pilotos lutavam por cada centímetro do asfalto.

      Ainda no primeiro terço de prova, o Aston Martin do segundo colocado apresenta problemas e deixa o atual campeão a pé. Na volta treze, a história da corrida tem seu ponto de virada. Capamadjian que seguia no primeiro posto com relativa tranquilidade, vê sua BMW  apresentar problemas e também é forçado a abandonar o evento, deixando caminho aberto para o novo líder, Lucas Dittrich. Pela terceira posição, Paumgartten começa a ser seguido mais de perto por Richart, enquanto isso, na P7, Crulas Gomes acaba superando o Martin Garrido.

      Metade da prova, os boxes começam a ter intensa movimentação. Tão intensa que o então, segundo colocado Thiago Almeida, acaba tendo que  fazer duas passagens para realizar sua parada regulamentar. Troca obrigatória concluída, Jeferson Richart dá o pulo do gato e assume a segunda posição. O tempo vai passando, mas os pilotos ainda estão com sangue nos olhos. Volta trinta e oito, e Thiago Almeida busca recuperar o terreno perdido exercendo forte pressão pra cima do Bentley de Leonardo Sampaio. Após quatro voltas, praticamente embutido, o piloto da Tornado põe sua McLaren de lado na freada e faz a tentativa de ultrapassagem. Arriscando bastante, ambos se tocam na tomada da tangência e acabam rodando.

Nos instantes finais , o Corvete #85 abre a temporada de caça a McLaren #03. Com muito apetite, e faltando dois minutos para zerar o cronômetro,  Paumgartten tira o carro de lado, joga por dentro e vai com tudo pra dividir a curva. Por sua vez,  Jeferson não cede um milímetro, defendendo seu posto com unhas e dentes. Então, o inevitável acontece, os dois se tocam e  acabam fora da pista. Com boa vantagem para os adversários, acabam retornando sem perdas de posição.

      Após uma hora, de uma corrida marcada  por intensas disputas do início ao fim, Lucas Dittrich cruza em primeiro e recebe a bandeira quadriculada. Na segunda posição veio Jeferson Richart, seguido por Alexandre Paumgartten em terceiro. A GT3 VAR Series deixa Portland e segue de malas prontas, rumo ao próximo desafio no circuito de Mid-Ohio, onde teremos mais um encontro marcado com a emoção. Até lá!

CONFIRA COMO FOI A TRANSMISSÃO

Matéria escrita por Thiago Pontes.
Repórter VAR

Gostou? Compartilhe.

Share on facebook
Compartilhar no Facebook
Share on twitter
Compartilhar no Twitter
Share on linkedin
Compartilhar no Linkdin
Share on pinterest
Compartilhar no Pinterest

Deixe seu Comentário